Meditar durante a Pandemia


A pandemia COVID-19 deixou o mundo muito mais incerto. Nos últimos meses as nossas vidas mudaram. Os nossos hábitos e a forma como trabalhamos ou como desfrutamos dos momentos de lazer, os nossos relacionamentos com a família e com o mundo foram de um momento para o outro limitados.



Naturalmente a nossa saúde física e mental também foi afetada. Atravessamos um momento para o qual nunca fomos preparados. O futuro é incerto. Estamos no modo de auto-sobrevivência dos tempos modernos, no qual o nosso corpo e mente entra num estado de alerta constante de “fuga ou luta”. Permanecer nesse estado de tensão por muito tempo não só prejudica a nossa qualidade de vida, mas também deixa o sistema imunitário mais vulnerável.


Devemos procurar encontrar uma rotina (ou um ritual se preferir ) que trate tanto o corpo quanto a mente, e que nos ajude a encontrar o equilíbrio e o nosso centro e a quebrar o ciclo dos infindáveis ​​"e se" sobre os desafios de amanhã.


Existem muitas maneiras de lidar com a ansiedade causada pela incerteza. Foi comprovado que técnicas de meditação e respiração, e práticas como Yoga e Tai Chi / Chi Kung reduzem significativamente o stress. Tanto o Yoga como o Tai Chi / Chi Kung são práticas antigas que incorporam exercícios físicos de movimento e técnicas de respiração dinâmica para canalizar a energia do nosso corpo. Ambas produzem não só as endorfinas que nos fazem sentir melhor como também libertam as tensões e que se acumulam ao longo do tempo nos músculos, glândulas e nervos.


Não só nas práticas de Yoga ou Tai Chi, como através da meditação, aprendemos a relaxar o corpo e a mente enquanto redefinimos a nossa própria resposta ao stress e à forma como gerimos as nossas emoções. Com a prática vamos alcançando um estado interno de calma, paz e equilíbrio em nós mesmos, que se vai refletir ao longo do tempo.